POSSO BEIJAR MEU CACHORRO? DESCUBRA AQUI MITOS E VERDADES SOBRE ESSE ASSUNTO

POSSO BEIJAR MEU CACHORRO?
POSSO BEIJAR MEU CACHORRO?

POSSO BEIJAR MEU CACHORRO? DESCUBRA AQUI MITOS E VERDADES SOBRE ESSE ASSUNTO

POSSO BEIJAR MEU CACHORRO? DESCUBRA AQUI MITOS E VERDADES SOBRE ESSE ASSUNTO

POSSO BEIJAR MEU CACHORRO?

 

Muitas pessoas falam sempre sobre não beijar seu animal de estimação, principalmente quando você faz isso na frente deles. Mas na realiade não sabemos ao certo se isso é verdade ou mentira. Pensando nisso , a Petnamoda responde, beijar seu pet pode sim, trazer riscos não apenas para a sua saúde, mas para a dele também.

”Lembrando que cães mantém contato oral entre eles. É um comportamento natural. E isso se repete nos seres humanos. Por isso tantas pessoas beijam na boca seus cães e até de outras pessoas”, explica o médico veterinário José Mourino.”
É importante lembrar que toda a flora bacteriana será passada entre ambos durante um beijo. Beijar seu pet é perigoso exatamente por causa disso, porque significa que as bactérias do cão irão para a boca da pessoa. E as da pessoa, para a boca do cão.

 


Parasitas

POSSO BEIJAR MEU CACHORRO?

Além das bactérias, é importante lembrar que indivíduos parasitados também podem passar doenças.

A giárdia, um protozoário microscópico que parasita o intestino de mamíferos, é rotineira em cães e pode transmitido para humanos, causando problemas graves. Giárdia são protozoários (organismos unicelulares) que vivem no intestino delgado de cães e gatos. A infecção por Giárdia é chamada de giardíase.
Portanto, se o seu cachorro for diagnosticado com Giárdia, é melhor que todas as pessoas que convivam com o animal também sejam medicadas.


E se quiser continuar a beijar seu pet?

POSSO BEIJAR MEU CACHORRO?

Sabendo disso, a decisão de beijar seu animal de estimação deverá ser feita de forma consciente. Existem precauções que podem ajudar neste caso.

“A sugestão é que se essa prática for mantida, ambos os indivíduos devem manter a saúde oral em dia com escavação de dentes e visitas periódicas aos dentistas humanos e veterinários”, explica Mourino.

Além disso, é recomendado que, caso a prática continue, o animal e seu dono devem fazer exames de fezes periódicos para garantir que os ricos permanecem mínimos.

Recomendamos que beije seu animal na cabeça, e se possível ficar longe da boquinha dele, pois é de lá que podemos pegar várias bactérias.

POSSO BEIJAR MEU CACHORRO?

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *